sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Liberdade!

Apóstolo Paulo com o Imperador Nero. Qual deles era verdadeiramente livre: o apóstolo na prisão, com sua alma livre dos grilhões do pecado, ou o imperador no seu trono, escravo das suas paixões? Com toda a sua liberdade, o imperador nunca foi um homem livre; com todas as suas prisões, o apóstolo nunca foi realmente um prisioneiro. Para todos nós, deixou registrada a seguinte declaração de independência: Foi para a liberdade que Cristo nos libertou, portanto, permaneçam firmes e não se deixem submeter novamente a um jugo de escravidão. (Gl 5.1)

Um comentário:

  1. Paz do Senhor!

    Conheça meu novo blog!

    Deus abençoe!

    ResponderExcluir